segunda-feira, 4 de julho de 2022

Boas férias!

 A E.B. Salgueiro Maia deseja a toda a comunidade escolar umas boas férias.

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Ultimo dia de aulas

 No dia 30, disfrutámos de uma manhã agitada e divertida entre homenagens, danças, teatro, dramatizações, muitos risos, mas também muitas lágrimas de despedida!




As Assistentes Operacionais também foram presenteadas! Obrigada pais!


E, assim nos despedimos de mais um ano letivo cheio, em que crescemos

 Através de vivências e experiências,

Livros e computadores,

Esforço e brincadeira,

Risos e lágrimas,

Palavras amáveis e amargas,

Jogos e lutas,

 Abraços e empurrões,

Corridas e trambolhões…  

        

ESTA É UMA ESCOLA QUE ESPERA POR TI!

Até já! 




quarta-feira, 29 de junho de 2022

Jogos do Passado tornam o Presente Divertido!

 Para festejar a chegada do verão e encerramento do ano letivo, alunos, professores e assistentes operacionais da Escola Básica Salgueiro Maia desenvolveram, nos dias 28 e 29 de junho, durante a manhã, atividades com a temática “Jogos Tradicionais e Outros”.

Aqui ficam algumas imagens das atividades e os comentários de alguns alunos.

“Foram muito bons!” “Gostei muito.” “Foi muito fixe.” “Foi muito giro.”

“Jogos feitos com materiais reutilizados.” “Foi muito divertido”

“Servem de inspiração para fazermos outros jogos”




Vídeo da Turma 3ºE "O país das pessoas de pernas de pernas para o ar"

Os alunos  da Turma 3ºE fizeram um vídeo da leitura do texto “O país das pessoas de pernas para o ar” do Manuel António Pina, com ilustrações deles também.

 

terça-feira, 28 de junho de 2022

Final do Campeonato de Ortografia

As últimas fases do Campeonato de Ortografia decorreram nos meses de maio e junho. Os alunos que conseguiram a melhor classificação nas turmas de 4º ano de escolaridade passaram à final, competindo de forma saudável. Os finalistas revelaram-se empenhados e interessados em escrever com correção ortográfica. Os resultados obtidos foram positivos e os três alunos melhor classificados receberam de oferta um livro: Madalena C. da Turma 4ºG, obteve o 1º lugar, Ana Mafalda R., da Turma 4ºH,o 2º lugar e a aluna Diana A. da Turma 4ºG alcançou o 3º lugar.

Muitos parabéns!

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Cuidados a ter com o sol

No mês de junho a biblioteca finalizou as atividades relembrando as  datas e tradições dos Santos Populares, apelando para a imaginação dos alunos para elaborarem uma quadra de manjerico.


Relembramos as características do verão, explorámos um poema, interpretámos o conto "O grãozinho de areia" de Joana Maurício e Cristina Arvana e referimos os cuidados a ter com o sol e nas praias/ piscinas/rios para usufruir de um verão seguro.

segunda-feira, 13 de junho de 2022

A minha carta

Não sei o teu nome nem consigo imaginar
Mas sei que um dia o teu nome irei adorar

Não sei se és crescido ou pequenina
Nem sei se és menino ou menina

Serás loiro ou serás morena
Serás ativo ou serena

Não sei porque fazes tanta emoção na minha vida
Nem sei se ficaras por vezes perdida

Só sei que és fruto da minha raiz
E que me fazes muito feliz

Eu não sei se desta carta lembrarei
Mas quem és agora direi

Mando está carta com amor
Para a minha filha ou filho a minha flor

Feito por: GM

quinta-feira, 2 de junho de 2022

Autora do mês de junho - Matilde Rosa Araújo

Matilde Rosa araújo é a autora/escritora do mês de junho, vamos conhecer um pouco da sua biografia.

Escritora e pedagoga portuguesa, de seu nome completo Matilde Rosa Lopes de Araújo, nascida em 1921, em Lisboa. Tendo feito os seus estudos liceais com professores particulares, licenciou-se em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa em 1945. Teve ainda uma apurada formação musical, com a frequência do Curso Superior do Conservatório da mesma cidade.
Personalidade sempre ligada à escrita e ao ensino, foi professora do Ensino Técnico-Profissional durante longos anos, encarregando-se também da formação de professores, nomeadamente na Escola do Magistério Primário de Lisboa e no âmbito da literatura para a infância. Enquanto cidadã, dedicou-se aos problemas da criança e à defesa dos seus direitos.
Tendo iniciado a sua vida literária ainda no tempo da frequência universitária, Matilde Rosa Araújo colaborou abundantemente em várias publicações periódicas ao longo das décadas seguintes. Por outro lado, o conjunto dos seus livros (de poesia e narrativa) constitui um dos mais significativos trabalhos de sempre da literatura portuguesa para e sobre a infância e a juventude. De entre as cerca de três dezenas de títulos publicados, merecem destaque, pela fina sensibilidade que revelam à vivência da infância, obras como O Livro da Tila (1957), O Palhaço Verde (1962), História de um Rapaz (1963), O Reino das Sete Pontas (1974), A Velha do Bosque (1983) e, de 1994, As Fadas Verdes e O Chão e a Estrela.
Matilde Rosa Araújo recebeu vários prémios de relevo no domínio da literatura para a infância. Em 1980, foi-lhe atribuído o Grande Prémio de Literatura para a Infância da Fundação Calouste Gulbenkian (ex aequo). Em 1991 ganhou, no Brasil, um prémio para o melhor livro estrangeiro, atribuído a O Palhaço Verde pela Associação Paulista de Críticos de Arte. O seu livro de poemas As Fadas Verdes recebeu, em 1996, a distinção da Fundação Calouste Gulbenkian para o melhor livro para a infância publicado no biénio 1994-1995.
A autora publicou também textos de ficção para adultos e obras que demonstram as suas qualidades de pedagoga. São de sua autoria alguns volumes sobre a importância da infância na criação literária para adultos e sobre a importância da literatura infantojuvenil na formação da criança, na educação do sentimento poético como raiz pedagógica de valia.
Em maio de 2004 foi distinguida com o Prémio Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores.
Faleceu a 6 de julho de 2010, aos 89 anos, na sua casa, em Lisboa.


Livros da autora existentes na nossa biblioteca escolar:

sexta-feira, 27 de maio de 2022

Lenda da Quinta do Anjo


As ilustrações da Lenda da Quinta do Anjo.

segunda-feira, 9 de maio de 2022

5 de maio - Dia da Língua portuguesa

Na biblioteca escolar celebrámos esta data ao saber mais sobre a língua que falamos, com adivinha, anedota, revendo nomes de escritores de língua portuguesa de vários países, relembrando palavras estranhas e expressões idiomáticas engraçadas (que foram acrescentadas pelos alunos e docentes). Houve uma pequena exposição sobre o tema na parte exterior da B.E.